close

Blog

Blog para postagens de novidades e notícias da área

Seis instrumentos virtuais grátis para você tocar no seu browser

Untitled design (19)

Por Jota Henriques

Talvez você não saiba mas o seu navegador é uma poderosa ferramenta de criação musical.

Ao longo dos últimos anos, os browsers evoluíram bastante e graças a modernos plug-ins, desenvolvedores criaram emulações de sintetizadores e instrumentos para serem tocados em qualquer computador com acesso à internet.
O sonho de criar música na hora do almoço, nas pausas do trabalho ou naqueles momentos livres é hoje uma realidade ao alcance de todos. Mesmo que você não tenha amplo conhecimento musical, com o auxílio de alguns algoritmos que facilitem o trabalho, é possível criar loops de bateria, melodias dançantes e linhas de baixo eficientes.
Selecionamos abaixo alguns dos instrumentos de navegador mais divertidos, inovadores e úteis da internet, pra você manusear e explorar sua criatividade através de réplicas de famosos sintetizadores e samplers virtuais.

 

Juno 106 – http://bit.ly/juno106_djpro

Essa é talvez uma das recriações mais fiéis do poderoso sintetizador que é sucesso desde seu nascimento em 1984. O painel frontal traz as formas de onda, LFO e Chorus, além de ser possível conectar um teclado MIDI externo para tocar com mais fluidez. Os patchs não são iguais aos do instrumento real, mas fazem um trabalho bem realista ao recriar o som analógico e denso a partir de um navegador.

Chrome Music Lab – http://bit.ly/musiclab_djpro

Se você chegou até aqui sem saber nada sobre a estrutura e os instrumentos usados na criação msuical, o Google Music Lab é um excelente lugar para começar. Alguns conceitos básicos da música eletrônica são abordados com clareza e de forma divertida, ensinando com facilidade como criar baterias, sequenciar melodias e tocar acordes básicos, além de explicar a diferença entre os diferentes tipos de osciladores.

Novation Launchpad – http://bit.ly/launchpad_djpro

O Launchpad da Novation é um dos controladores mais presentes nos estúdios de música eletrônica e pode ser encontrado em versões hardware e software (App iOS). Porém para aquelas horas de ócio criativo nada como ter um emulador pra divertir. A versão do navegador está limitada à somente uma amostra de samples, mas pode já render ideias incríveis em divertidas horas de criação. Se você possui algumas das versões físicas, é possível controlar a versão do browser a partir do programa.

Patternsketch – http://bit.ly/patternsketch_djpro

Trata-se de um excelente sequenciador/drum machine, perfeito para desenvolver baterias simples ou complexas e praticar suas habilidades, experimentando novos ritmos e padrões. A interface possui oito linhas de pads que podem ser programados com diferentes sons percussivos. Ao todo são oito kits disponíveis passando pelo Jazz, Dub, Reggae e pelas clássicas TR 909 e TR-808.

Acid Machine – http://bit.ly/acidmachine_djpro

Incorporando dois sintetizadores e uma drum machine é possível criar sons incríveis com esse poderoso instrumento. Você pode manipular as ondas sonoras e alternar timbres, ressonâncias, além de poder ajustar os cortes de filtros para emular e desenvolver randomicamente, ideias efetivas para uma track de acid house.

Sampulator – http://bit.ly/sampulator_djpro

Trazendo consigo um conjunto completo de percussão, teclas, cordas e vocais já programados, é um dos samplers mais poderosos que você vai encontrar para criar sons a partir do seu navegador. É possível salvar e exportar suas criações, além de ampliar a biblioteca existente adquirindo novos packs. A grande sacada aqui é testar suas habilidades rítmicas, utilizando o próprio teclado para acionar os sons.

 

Gostou da brincadeira? Sentiu que leva jeito? Quer aprender a forma correta de criar e desenvolver suas músicas?

Na DJ PRO você encontra o curso completo de Produção Musical, abrangendo todas os processos desde a pré-produção, criação e finalização de suas músicas.

Saiba tudo aqui: Curso de Produção 

 

leia mais

Três oportunidades para você seguir o sonho de ser DJ – Parte 3

banner dj performer

Por Jota Henriques

Nas postagens anteriores conhecemos um pouco mais sobre duas categorias de DJs que vêm conquistando cada vez mais espaço e fazendo muito sucesso no mercado: DJ Residente e DJ Produtor. Na terceira e última parte da série de posts que abordam três das principais oportunidades de carreira no mundo dos DJs, conheceremos uma respeitável classe de profissionais da discotecagem, que esbanjam técnica e precisão no que fazem.

DJ Performático

Tratamos aqui de uma classe de DJs extremamente dedicados que construíram suas carreiras e reputações através da proeza na técnica e arte na discotecagem. Aqui encontra-se a turma do “turntablism” onde grandes nomes como Q-Bert, Z-Trip, Jazzy Jeff, Jeff Mills e Carl Cox criaram legiões de fãs baseados em notáveis habilidades de discotecagem.

Ferramentas e habilidades do DJ Performático

Ter em mãos os melhores equipamentos e atualizá-los regularmente é pré-requisito aqui. Um par de Technics MK 2 e mixers dedicados à atividade de sampling, scratch e outros itens exclusivos da modalidade, são essenciais para aprimorar a técnica. Esse tipo de apresentação envolve artisticamente demonstrar suas habilidades para uma audiência que irá mais assistir do que dançar, portanto ter um espelho para se ver em ação, uma câmera e um tripé para gravar e monitorar o extenso calendário de seus treinamentos pode ajudar bastante a desenvolver as habilidades.

Rotina diária do DJ Performático

Uma prática regular e repetitiva para desenvolver as habilidades e técnicas fará parte do seu cotidiano. Somente horas atrás dos equipamentos lhe trará a confiança necessária para executar com maestria e torna-se o melhor em alguma parte do seu ofício. Trabalhar com outros DJs para desafiar a própria técnica coletando novas referências, bem como desafiar o conhecimento através de outros instrumentos pode lhe trazer excelentes resultados. Muitos DJs bem sucedidos desenvolvem outras habilidades musicais que fundamentam e aprimoram seu trabalho e ouvido utilizando coisas “fora da caixa” que funcionam no que fazem. Em um mundo moderno onde todos inovam e criam variações é importante também pensar globalizado em termos musicais. A grande sacada aqui é afiar sempre as habilidades e ter muita disciplina com as metas de carreira.

Oportunidades de carreira

As apresentações desse tipo de artista são emocionalmente ligados à arte da discotecagem e a exibição máxima das técnicas adquiridas. Uma das formas mais tradicionais de conquistar grandes méritos é participar de concursos como o Red Bull 3style e DMC. A maioria dos DJs dessa modalidade dedica-se em administrar sua carreira ensinando e perpetuando a arte da discotecagem através de cursos especializados em desenvolver novos talentos.

São várias as formas de se aproveitar sua carreira de DJ. A DJ PRO é uma escola de DJs que irá prepará-lo para todas as situações que você poderá enfrentar em sua carreira. Confira nossos cursos!

leia mais

Três oportunidades para você seguir o sonho de ser DJ – Parte 2

banner produtor

Por Jota Henriques

Continuando a série de posts sobre oportunidades de carreira no mundo da discotecagem (Parte 1 aqui), falaremos hoje sobre a mais evidente posição artística no mercado: o DJ que cria remixes, edits, mash-ups e principalmente músicas próprias.

DJ Produtor

Há cerca de dez anos era possível lançar CDs de compilações, fazer vários shows e construir uma carreira sólida sem nunca ter criado uma música. Nos dias atuais, desenvolver uma marca própria que terá como base suas habilidades na produção musical, criando remixes, fazendo collabs e produzindo faixas originais, é fundamental para crescer em termos de popularidade e profissionalismo.

Ferramentas e Habilidades

Toda a reputação de um produtor é baseada na criação e na originalidade de suas tracks e o equipamento utilizado é todo baseado em um estúdio. Com o avanço da tecnologia, encontramos hoje no mercado uma imensa diversidade de plug-ins que emulam os principais sintetizadores, compressores, equalizadores e drum-machines, permitindo explorar a criatividade usando apenas um computador e um fone.

Se você quer entrar de vez na produção musical é importante conhecer e adquirir alguns dos equipamentos fundamentais como:

  • Uma boa placa de áudio para gravar sons, instrumentos e vocais
  • Monitores de referência ou fones de ouvido adequados para a função
  • Um computador com memória e espaço no disco suficientes para instalação, execução e armazenamento de programas e bancos de sons
  • Software de produção (conhecido como DAW – Digital Audio Workstation) como Ableton Live, Logic Pro, FL Studio
  • Bibliotecas de sons (sound packs) plug-ins ou hardwares para criação de sons e ritmos

Desenvolver e descobrir novas técnicas de criação são fundamentais para se destacar entre os novos e já existentes produtores. Um conhecimento sobre teoria musical e síntese sonora irá lhe permitir criar com mais fluidez, possibilitando assim, mais horas produtivas no estúdio.

Rotina Diária

Ter disciplina, dedicação e trabalhar horas a fio no estúdio é requisito básico entre produtores bem sucedidos. A maioria investe pelo menos de três a cinco horas por dia em atividades como:

  • Pesquisar novas tecnologias, desenvolver novas técnicas e aplicar em suas faixas
  • Escrever novas ideias diariamente e se possível finalizá-las, dando origem à novas tracks
  • Promover as faixas lançadas e divulgar o trabalho junto a novos selos, produtores, DJs e parceiros, desenvolvendo assim novas oportunidades
  • Preparar o material de apresentação para os shows da semana, incluindo remixes próprios, intros especiais e efeitos que trarão mais energia para o set
  • Manter os canais (soundcloud, youtube, redes sociais) atualizados e customizados com a identidade artística e interagir com frequência com os fãs.

Para manter uma rotina produtiva e ainda dar conta de exaustivas jornadas de pouco sono, muita viagem e horários e prazos a cumprir, é importantíssimo manter uma alimentação saudável, praticar exercícios e tentar manter o sono regularizado durante a semana, evitando o stress e a fadiga, que matam a criatividade e o entusiasmo.


Oportunidades de Carreira

Há uma variedade de maneiras de construir seu nome como produtor seja fazendo músicas originais, collabs, remixes e até mesmo produzindo para terceiros (ghost producer). Tudo vai depender da sua visão de carreira. Não espere ganhar muito dinheiro vendendo suas músicas, a maior parte da receita virá das turnês e shows realizados mas procure sempre colocar suas tracks em selos que valorizam e respeitam os artistas. Notáveis produtores continuam a receber Royalties de suas criações muito tempo depois que os shows diminuem. Uma outra excelente vertente é produzir trilhas para jogos e filmes. Trata-se de uma carreira longa e estável para aqueles que já dominam a arte de escrever grandes obras.

São várias as formas de se aproveitar sua carreira de DJ. A DJ PRO é uma escola de DJs que irá prepará-lo para todas as situações que você poderá enfrentar em sua carreira. Confira nossos cursos!

leia mais

Três oportunidades para você seguir o sonho de ser DJ – Parte 1

banner dj residente (2)

Por Jota Henriques

No século 21 as definições de DJ foram definitivamente atualizadas. Muita gente procura um curso de DJ apenas por hobby e diversão, mas a grande maioria pensa em investir e empreender para viver da arte da discotecagem.  Novas oportunidades de trabalho, distribuição e consumo de música, relacionamento com os fãs e acesso à tecnologias mudam constantemente o cenário. Conhecer as regras do jogo faz toda a diferença nas estratégias que você irá adotar para uma carreira de sucesso.

Nessa nova série de posts da DJ PRO iremos abordar três das categorias mais relevantes na discotecagem: os DJs Residentes, DJ Produtor e DJ de Performance.

DJ Residente

Para aqueles que buscam uma renda estável e uma profissão de sucesso sem ter que enfrentar longas viagens, a função de DJ residente é uma excelente opção. É possível ter uma carreira sólida tocando em um mesmo lugar de duas a cinco vezes por semana, mantendo um cotidiano profissional e divertido, sem interferir ou atrapalhar outras atividades.

Ferramentas e Habilidades desenvolvidas

O DJ residente precisa ser flexível e familiarizado com diversos equipamentos presentes no local de trabalho. Esse tipo de profissional muitas das vezes é também responsável por configurar corretamente os aparelhos de som e solucionar problemas, caso ocorram.
A capacidade de manusear mixers, CDJs, controladoras e demais aparelhos de música é fundamental, bem como ter uma ampla biblioteca musical para entreter o público de acordo com a proposta do club ou noite. Fazer uma correta leitura do que a pista quer ouvir e a hora certa de tocar as melhores músicas, é uma das importantes habilidades a ser dominada pelo profissional desse porte.

Rotina diária de um DJ Residente

Ser DJ residente em um club vai muito além de discotecar toda a semana. Envolve principalmente a promoção das próximas festas e noites. Os proprietários dos clubs esperam que os DJs atraiam pessoas, mesmo que no início seja apenas um grupo de amigos. Construa uma lista de e-mails e envie mensagens semanais informando sobre as suas apresentações. Faça postagens diárias em suas redes sociais para potencializar seus canais e aumentar sua base de fãs. É importante manter uma consistência que atraia o interesse e a confiança de seu público, por isso mantenha sua agenda e divulgação atualizadas.
No que diz respeito à discotecagem, prepare e cuide de sua seleção criteriosamente. DJs residentes podem discotecar de três a oito horas por noite e é fundamental que seu repertório seja amplo, diversificado e adequado à pista e horário determinados. A maioria das atividades diurnas estará focada em aprimorar sua base de fãs e bagagem musical.

Oportunidades de carreira

O DJ residente tem grandes chances de ser bem sucedido profissionalmente desde que trabalhe duro e diariamente na promoção, aperfeiçoamento e manutenção de sua carreira.
Criar rotinas que facilitem e aprimorem a execução das tarefas diárias é importante para ter mais produtividade e tempo para afiar as habilidades e expandir o ciclo de relacionamentos. Como dito no início, o DJ residente vai se deslocar pouco e geograficamente não terá muito alcance, mas é possível ter um estilo de vida divertido e criar uma base de fãs que sustente financeiramente sua carreira, sendo feliz fazendo o que ama.

São várias as formas de se aproveitar sua carreira de DJ. A DJ PRO é uma escola de DJs que irá prepará-lo para todas as situações que você poderá enfrentar em sua carreira. Confira nossos cursos!

leia mais

5 lições que todo DJ deve saber para alcançar o sucesso

dj-pro-bh-5-licoes-todo-dj-saber

Há coisas que só se aprende no exercício da profissão. No caso do DJ, um deslize ou desatenção pode comprometer a noite de centenas de pessoas que saíram de casa pra dançar e se divertir. Cabe ao DJ certificar-se de que tudo vai correr bem e que elas terão o que vieram procurar – Música!

Mas, mais do que seu conhecimento, sua atitude pode fazer toda diferença. Todos os seus passos estarão associados à sua imagem como DJ e cabe somente à você cultivá-la. Ganhar o respeito do público e dos outros DJs pode ir muito além das mixagens.

 1 – Cuide da sua reputação

5 lições que todo DJ deve saber - Reputação

Sua primeira lição, é sobre sua reputação. A imagem que seu nome e presença carregam tem muito mais peso do que geralmente se imagina. E você deve estar atento a isso, principalmente ao lidar com proprietários de clubes, promotores de eventos e bookers.

Então, como um DJ iniciante pode criar uma boa reputação?

Nas mídias sociais, construa a imagem que você quer passar, mostre que você sabe o que faz e onde quer chegar. Divulgue seu trabalho e interaja com outros profissionais do meio através delas. Mas, lembre-se: a sua reputação poderá partir principalmente destas pessoas, então não seja chato!

Não perca a chance de mandar um som em eventos entre amigos. Ofereça dar conta do som, leve seus equipamentos, treine e se divirta. As primeiras pessoas a te recomendarem para um evento podem estar, justamente, em um churrasco ou em um fim de semana fora da cidade.

2 – Aceite abrir pistas

5 lições que todo DJ deve saber - Abrir pistas

Uma das primeiras lições que você deve considerar se ainda está na fase de “tentar conseguir gigs”, é que você nunca deve dizer não à chance de abrir uma pista.

É claro que, provavelmente, não vale o custo dos seus novos equipamentos, mas todos nós temos que começar de algum lugar. Além disso, fazer o warm-up lhe dará a chance de experimentar tracks que poderiam não dar certo em outros momentos da festa.

É preciso consciência e paciência para fazê-lo. O DJ que abre uma festa, define o humor do local, e isso é muito importante! Um DJ é alguém que entretém, educa e cria ambientes sonoros.

Oportunidades podem vir de pequenas apresentações, mas participar de aberturas de pistas também pode lhe dar a chance de observar e aprender uma das mais valiosas lições como DJ: ler as reações do público.

Mesmo sabendo que naquele momento, entre as poucas pessoas presentes, estarão os produtores do evento e outras pessoas do meio para os quais você poderia mostrar o seu potencial, você deve ser responsável e não achar que pode gastar todas as suas melhores fichas. Pois você poderia facilmente estar sendo inadequado, demostrando não ter feeling para lidar com os momentos da pista. Conheça o seu papel, cumpra-o, e você será convidado novamente.

3 – Saiba quem toca antes e depois de você

5 lições que todo DJ deve saber - Saiba quem toca

Como regra antes de qualquer apresentação, você deve descobrir quem toca antes e depois de você. Além disso, sempre estar presente pelo menos uma hora antes do início de seu set. Fazê-lo não só permite que você sinta a vibração da pista, mas lhe dá uma oportunidade de se certificar de que você não irá repetir todas as músicas do DJ anterior.

Uma vez que você tem ideia do que o DJ está tocando antes de você, escolha uma track de transição e trate-a como um grande ponto de partida. Novamente, sabendo o que o DJ anterior fez em toda a sua apresentação e principalmente, na última parte dela, você pode escolher algo que será fácil de fluir. Sua missão é manter a energia da pista, portanto, essa abordagem também deve ser adotada ao fim de sua apresentação. Se a chave para ser um bom DJ é saber como estimular a energia da noite, eu garanto que você receberá mais elogios se conseguir fazer as transições adequadas.

Um erro que pode acontecer, é você mudar o tom na sua última música, acreditando estar fechando com chave de ouro, mas deixando quebrar todo o fluxo construído até ali, como se para impressionar o próximo DJ. Isso não é legal. Se você realmente quer impressionar o próximo DJ e o público, toque apropriadamente, certificando-se de deixá-los confortáveis e fluindo pela transição. Desta forma, se você tem aquela track especial, considera-a como a sua penúltima.

Ah, se você toca em um evento onde há um grande headliner sendo esperado, nunca toque uma música conhecidamente dele. Sei que isso parece senso comum, mas você ficaria surpreso com quantas vezes vemos isso acontecer.

4 – Seja respeitoso com o espaço de trabalho

5 lições que todo DJ deve saber - Seja respeitoso

A maioria dos estandes são pequenos, por isso considere o espaço que o próximo DJ irá usar para se preparar. Perto do fim de sua apresentação, você pode começar a retirar suas coisas, deixando somente o que você precisa para seu conjunto de transição.

Acidentes DEVEM ser evitados. O terror dos decks são os copos de bebida. O ideal é que nunca hajam copos próximos ao esquipamentos. Somente os coloque ou os permita no mesmo nível dos equipamentos caso possam estar a uma distância de no mínimo o dobro da dimensão dos equipamentos dispostos.

Se você não está sozinho no estande, evite colocar seu copo sobre a mesa, pois é provável que estas pessoas irão fazer o mesmo. Portanto, mantenha-o onde as outras pessoas também devem fazê-lo.

5 – Esteja preparado

Prepare-se imediatamente e certifique-se que tudo está funcionando sem problemas antes de tomar uma bebida. Se você tem um cachê a receber, descubra quem o irá pagar e quando isso irá acontecer. Você pode ser o feliz DJ que recebe ao chegar no local, ou você pode ter que esperar até 4 horas depois de já ter se apresentado. Saiba isso com antecedência. Vá ao banheiro antes de começar. Certifique-se antes de abrir o som, que você sabe tudo o que está ligado e desligado (sempre observe os faders e botões que estejam completamente virados). Reduza o channel fader (volume de canal) para garantir uma entrada suave e sem sustos e volte ao nível anterior com cuidado.

Se o DJ seguinte estiver lá, trabalhe com ele, adiantem como as transições devem acontecer (musical e tecnicamente). Tenha música extra para tocar caso um DJ se atrase. Esteja consciente do seu lugar e função no movimento da noite e conheça o seu papel, seja para ambientação, para aquecer o público, ou para criar um contexto para outros artistas que se apresentarão mais tarde.

Existem muitas lições que todos nós aprenderemos em algum momento de nossas carreiras. Estar preparado pode tornar sua vida (e carreira) muito menos estressante e garantir, ou não, seu sucesso. A DJ PRO é uma escola de DJs que irá prepará-lo para todas as situações que você poderá enfrentar em sua carreira. Confira nossos cursos!

leia mais

Vantagens de se aprender mixagem através de um curso de DJ

Porque voce precisa de uma escola de djs

Por Jota Henriques.

A música eletrônica está novamente chamando a atenção do mundo. Não importa a idade, gosto musical ou experiência, ser DJ é o desejo que move o interesse, os ouvidos e a cabeça das mentes pensantes e dançantes do século XXI.

Chegou então o momento em que você já não consegue mais segurar aquela vontade de aprender como manusear os equipamentos e sentir na pele, toda a emoção de comandar multidões e viver do sonho artístico de conhecer o mundo através da sua música.

Apaixonar-se pela música é somente uma parte do que você precisa para se tornar um DJ bem sucedido. Determinação, perseverança, bastante treino e uma vontade ímpar de alcançar seus objetivos, são fatores chave para o sucesso. E os cursos de discotecagem são o primeiro passo para você ingressar de maneira correta no mercado da música eletrônica.

Como todo grande planejamento, discotecar envolve diversas etapas: conhecer os estilos musicais, dominar a aparelhagem e as técnicas de mixagem, preparar o repertório e estar sempre antenado a todas as novidades do mercado, são somente alguns dos itens que você precisará para chegar lá.

A seguir listamos alguns dos principais benefícios que você terá estudando em uma escola de DJs:

Aulas com mentores profissionais

Ter a chance de conversar e receber orientações cara a cara com um DJ profissional é uma excelente razão para se inscrever em um curso para DJs. Obter conselhos e dicas práticas daqueles que já vivenciaram diversas pistas e situações, irá lhe trazer informações grandiosas e facilitar etapas do aprendizado.

Manuseio de equipamentos

Aprender a usar corretamente e aproveitar todos os recursos dos equipamentos será uma das coisas mais importantes que você aprenderá em um curso para DJs. Se você já usa um software no computador que simule uma aparelhagem, você irá aperfeiçoar a técnica. Se nunca viu nada além do seu laptop ou nunca teve nenhum contato prévio com o universo do DJ, é a chance de aprender do zero e corretamente como operar todas as ferramentas para discotecar, seja mixando no vinil, CD ou controladora.

Aprimorar o seu desempenho

Alguns DJs decidem inscrever-se em um curso com a finalidade de aprimorar suas técnicas e habilidades. O professor/mentor terá a capacidade de identificar seus pontos fortes e fracos, e ensiná-lo a melhorar suas mixagens, valendo-se de efeitos, loops e técnicas exclusivas para você se destacar e ser um profissional completo.

Teoria e estrutura de gêneros musicais

A escola de DJs irá lhe fornecer uma estrutura de aprendizado focada exclusivamente na música eletrônica, utilizando-se de músicas atuais ou da vivência do aluno para melhor aproveitamento das aulas. Há uma grande quantidade de gêneros e artistas na música eletrônica atual e compreender suas diferenças irá lhe permitir identificar melhor seu estilo favorito, catalogar suas músicas e preparar melhor seus sets.

Networking e Marketing pessoal

Além da música e habilidades técnicas, uma das ferramentas mais importantes na vida do DJ é o networking, ao estabelecer novas e produtivas conexões que possam dar suporte imediato ou futuro à carreira e ao aprendizado. Matricular-se em uma escola de DJs permitirá que você conheça artistas em diversos estágios da carreira. Na mesma classe você pode fazer amizade com aquele futuro TOP 1 da House Mag, ou quem sabe, com seu ídolo que está ali para compartilhar alguma experiência ou até mesmo, para aprimorar alguma habilidade. Novos DJs sempre têm a dificuldade de se conectar com outros profissionais ou se iniciar no mercado, mas frequentando uma escola você terá a chance de romper essas barreiras e consolidar contatos valiosos para sua carreira. Conheça os cursos de DJ da DJ PRO.

leia mais